Impulsionadas pela Black Friday, vendas no varejo crescem 5,2% em novembro, aponta ICVA

Fonte: Moneytimes – Por Diana Cheng

 

As vendas no varejo, descontada a inflação, aumentaram 5,2% em novembro em comparação ao mês anterior, de acordo com o Índice Cielo do Varejo Ampliado (ICVA). Em termos nominais, que espelham a receita de vendas observadas pelo varejista, o indicador registrou crescimento de 7,6%.

De acordo com a Cielo (CIEL3), efeitos de calendário beneficiaram o resultado, uma vez que novembro apresentou um sábado – dia de forte comércio – a mais e uma quinta-feira – dia de menor movimentação – a menos.

Descontados esses efeitos, o ICVA ainda apresentou aceleração ante outubro.

“A Black Friday foi essencial para o resultado de novembro, mesmo já tendo sido forte no ano passado”, complementou Gabriel Mariotto, diretor de Inteligência da Cielo. “Destaco o desempenho das lojas físicas: muitas aderiram à onda, que, aqui no Brasil, começou nas lojas online”.

A inflação no varejo ampliado foi de 2,3%.

Setores

Descontada a inflação e com ajuste de calendário, os setores de Serviços, Bens Não Duráveis e Bens Duráveis e Semiduráveis apresentaram alta, com destaque para, respectivamente, as subcategorias de Serviços Automotivos, Supermercados e Hipermercados e Móveis, Eletro e Departamento.

Regiões

As regiões Sudeste, Nordeste e Norte tiveram crescimento na passagem mensal, enquanto Centro-Oeste e Sul registraram desaceleração nas vendas, de acordo com o ICVA deflacionado e com ajuste de calendário.

Norte apresentou alta de 8%, seguido por Nordeste e Sul, que registraram crescimento de 6,3% e 5,7%, respectivamente.

Previous Marcas próprias ganham espaço nos supermercados com preços até 25% mais baixos
Next Como será o varejo em 2026?

You might also like

Alimentos

Dia aposta em venda digital, marcas próprias e franquias para crescer

Os supermercados, junto com as farmácias, foram os únicos estabelecimentos de varejo que não precisaram interromper sua operação física por causa da pandemia do novo coronavírus. Isso não significa que tenha sido uma

Notícias Internacionais

Retalhistas aceleram Marca Própria

Fonte: Portugal Textil O modelo de negócio direto ao consumidor começou por ser adotado pelas marcas digitais. Agora, também as marcas de luxo e desportivas estão a optar por vendas

Notícias

O elefante do Jumbo vai embora. Fica a Auchan e investe 90 milhões

Fonte: Express PT – Por MARGARIDA CARDOSO A cadeia de distribuição francesa quer uma insígnia única a nível mundial. No mercado nacional, isto significa que em vez de ir aos

Notícias

Amazon deve lançar marcas próprias para venda de produtos alimentícios

Varejista online já vendia alimentos de outras companhias, porém é a primeira vez que cria marcas exclusivas para vendê-las no próprio e-commerce