Tendência global: marcas próprias ampliam presença no exterior e ganham espaço também no Brasil

Tendência global: marcas próprias ampliam presença no exterior e ganham espaço também no Brasil

As marcas próprias estão em ascensão em todo o mundo, conquistando cada vez mais espaço nas cestas de compras dos consumidores. Segundo a Associação Brasileira de Marcas Próprias e Terceirização (ABMAPRO), o valor das marcas próprias no mercado global em 2023 teve um aumento médio de 3,5%. Na América Latina, esse crescimento foi ainda mais expressivo, alcançando 27,4%. Na Europa, países como Portugal e Espanha, mercados já maduros para este tipo de produto, também registraram crescimento: 2,9% e 2,6%, respectivamente, em comparação com 2022. A Suíça se destaca como o país onde as marcas próprias têm maior participação, com vendas que ultrapassam 50% do mercado.

No Brasil, as marcas próprias já fazem parte da rotina de mais de 40% dos lares, um aumento de 5,5 pontos percentuais em relação a 2021. Esse interesse crescente se justifica por diversos fatores, como preço, qualidade, disponibilidade e recomendação. Produtos de marca própria geralmente apresentam preços até 30% mais baixos do que os das marcas tradicionais, de acordo com a ABMAPRO.

A atuação dos varejistas que oferecem marcas próprias vem se diversificando cada vez mais. Um exemplo interessante é a Marks & Spencer, varejista britânico que lançou uma linha vegetariana própria. A linha, composta por 14 refeições congeladas, segue as tendências de consumo atual e representa uma mudança significativa na estratégia da empresa.

Neide Montesano, Presidente da ABMAPRO, conta que os desafios das marcas próprias passam, muitas vezes, por entender o propósito da marca, seu posicionamento e público-alvo para que o consumidor possa ser atraído para uma experiência onde ela entregue a promessa e o surpreende. “Dessa forma fideliza o consumidor”, acredita.

Neide também reforça que  Brasil vem amadurecendo em uma velocidade bastante significativa frente a um passado recente. “Diria que hoje a MP faz parte da estratégia de grandes redes nos diversos canais de varejo assim como fornecedores de grande porte começam a oferecer MP aos seus clientes.

Um dos fatores que possuem essa atenção refere-se ao faturamento, já que existe a garantia de melhores margens, sendo uma eficaz ferramenta de fidelização, em especial na construção de um patrimônio que é a marca propriamente dita.

Matéria: https://www.supervarejo.com.br/especial/tendencia-global-marcas-proprias-ampliam-presenca-no-exterior-e-ganham-espaco-tambem-no-brasil

Previous Telhanorte fortalece marcas próprias visando melhor rentabilidade, com potencial de crescimento

You might also like

Comércio varejista

Carrefour participa pela 1ª vez da APAS Show e apresenta linha exclusiva de produtos orgânicos

Fonte: antenacritica.com.br Com o compromisso de liderar o movimento por um consumo de alimentos mais saudável e sustentável a preço justo, o Carrefour marca presença na APAS Show e apresenta

Notícias

The Beauty Box alcança 10% em conversão no e-commerce durante a Black Friday

Fonte: E-Commerce Brasil Uma das categorias mais desejadas pelas consumidores na Black Friday são os cosméticos. A loja virtual da marca The Beauty Box superou as expectativas de venda este ano e

Notícias

Marca própria Carrefour lança embalagens com QR Code

Fonte: Mercado & Consumo   O Carrefour está lançando para seus produtos novas embalagens com QR Code. A tecnologia dá acesso à plataforma foodtech da companhia, o chamado CyberCook, que

ABMAPRO na mídia

A NRF 2024 decodificada pela Abmapro- “com o olhar da Marca Própria”.

Desde 2012, a Abmapro pensava visitar a NRF, mas acreditávamos ser mais interessante as visitas à feira da PLMA que acontecem em Chicago, para atender ao mercado americano e latino