Participação das Marcas Próprias Cresce na Operação da Pague Menos

Participação das Marcas Próprias Cresce na Operação da Pague Menos

Representatividade das vendas dessa categoria foi de 13,5% do autosserviço no primeiro semestre

Rede do varejo farmacêutico com mais de 1.100 lojas pelo país, a Pague Menos está aumentando a aposta no seu mix de marcas próprias, que registrou vendas de R$ 240 milhões no primeiro semestre de 2021, 20% a mais que no ano anterior. Os produtos, também chamados de private labels ou store brands, passaram a representar 13,5% do faturamento com autosserviço e 6,4% das vendas totais da rede.

Os itens de marca própria da Pague Menos já contam com nove marcas e mais de mil itens. Além de uma opção mais econômica, oferecem aos clientes a segurança de uma empresa já reconhecida e consolidada.

A rede acredita ainda que a estratégia com store brands permite criar diferenciais nos itens oferecidos, além de aumentar o índice de fidelidade dos consumidores.

Os bons resultados também são atribuídos à melhoria nos indicadores operacionais da Pague Menos. O índice de ruptura de estoques, por exemplo, reduziu 40% em relação ao segundo trimestre do ano passado, a partir de iniciativas como o aperfeiçoamento do algoritmo de reposição de produtos, o aumento da frequência de abastecimento das lojas e a diversificação da base de fornecedores e distribuidores.

Novos produtos

Entre os novos itens está a Ativday Vitamina C efervescente, complemento de linha de vitaminas da Pague Menos, que chegou às prateleiras em agosto. Também há produtos para gestantes, puericultura e higiene do neném, caso das fraldas Amorável.

Por sua vez, a linha ECO é veganacruelty free, 100% natural e não gera resíduos. Com embalagens biodegradáveis, conta com produtos de higiene e cuidados pessoais, como xampus e condicionadores sólidos, pentes, escova dental higiênica etc.

“A Pague Menos é referência para o setor de varejo e para o público de marcas próprias há dez anos. A companhia se preocupa com a qualidade dos produtos e de toda a cadeia de produção. Atualmente, estamos fazendo um trabalho importante de auditoria e de requalificação de todos os fornecedores, para garantir a qualidade e aderência aos valores da empresa, buscando manter o viés inovador e vanguarda em ESG”, diz Rafael Rossatto, diretor de marcas próprias da Pague Menos.

Fonte: https://mercadoeconsumo.com.br/2021/09/21/marcas-proprias-pague-menos/amp/

Previous Marca própria avança 11 vezes na Rede d1000 em cinco anos
Next 2ª Semana Internacional de Marcas Próprias e Terceirização e 11º Congresso

You might also like

Notícias

Gôndola organizada pode elevar venda em até dois dígitos

esquisa da Connect Shopper com 150 executivos mostra que varejo precisa avançar no quesito gerenciamento por categorias Em abril e maio, a Connect Shopper ouviu 150 executivos do varejo e

Notícias

Empório Varanda Lança Marca Própria de Chocolates

O Empório Varanda está lançando sua primeira linha de barras de chocolates de marca própria. São dez versões bean-to-bar (do grão-à-barra) produzidas com cacau de origem do sul da Bahia.

Comércio varejista

Veja testou os produtos do supermercado Dia%

Fonte: Veja SP – Por Juliene Moretti A equipe de gastronomia de VEJA SÃO PAULO experimentou 19 itens de marca própria da rede. Confira os resultados   Espalhadas pela cidade,

Notícias

E-Commerce: Saúde e Cosméticos Ultrapassa Moda e é o que mais vende no Brasil

Fonte: Exame – Por Dino A 38ª edição do Webshoppers, o maior estudo sobre E-commerce do Brasil, mostrou que o mercado digital nacional teve algumas alterações importantes. A principal delas