Marca japonesa Miniso comercializará produtos na Amazon Índia

Fonte: Imprensa Mercado & Consumo

A varejista Miniso e a Amazon firmaram um acordo na Índia. A empresa de comércio eletrônico começou a vender neste final de semana os produtos da empresa japonesa em sua plataforma. A data foi escolhida devido ao grande festival indiano. A oferta foi iniciada com produtos das categorias de casa, cozinha e beleza.

Shalini Puchalapalli, diretora de gerenciamento de categorias da Amazon Índia, afirmou: “Estamos empolgados em fazer parceria com a Miniso e oferecer aos clientes uma ampla variedade de opções no Amazon.in. Durante o Grande Festival Indiano, os clientes podem esperar uma grande variedade seleção de produtos das melhores marcas da Amazon.in “.

Siddharth Venkataraman, CEO da Achhacart, que cuida das vendas da Miniso na Índia, disse: “Nesta temporada festiva, os clientes podem comprar todos os seus produtos favoritos da Miniso online com a garantia de experiência do cliente da Amazon”.

Com informações do site Retail Economic Times
*Imagem reprodução

Previous Não perca o 9º Congresso Brasileiro de Marcas Próprias e Terceirização - Abmapro
Next Brink+, marca própria de brinquedos da Lojas Americanas, aumenta sortimento em 15% para o Dia das Crianças e já acumula crescimento de 20% em vendas em 2019

You might also like

Bancos, finanças e seguradoras

Pesquisa da Proteste revela que juros de cartões de loja podem chegar a 875%

Fonte: Extra – Economia Cada vez mais populares entre os consumidores, os cartões de lojas não são tão vantajosos como aparentam, segundo uma pesquisa feita pela associação Proteste. Entre 37

Destaques

Grupo DIA lança 40 marcas próprias (feitas em Portugal) até ao fim de 2021

«A insígnia Minipreço sempre foi muito conhecida pela qualidade da sua marca própria», disse esta tarde Ricardo Torres Assunção, director de Marketing e Comunicação da DIA Portugal, numa conversa com

Destaques

HAPPY HOUR – ABMAPRO

Não Percam!

Comércio varejista

Retalhistas aceleram Marca Própria

Fonte: Portugal Textil O modelo de negócio direto ao consumidor começou por ser adotado pelas marcas digitais. Agora, também as marcas de luxo e desportivas estão a optar por vendas