Marca própria avança 11 vezes na Rede d1000 em cinco anos

Marca própria avança 11 vezes na Rede d1000 em cinco anos

De R$ 3,39 milhões para R$ 40,11 milhões em cinco anos. A evolução no faturamento em mais de 11 vezes ajuda a explicar a importância estratégica que a marca própria vem assumindo nos negócios da Rede d1000. Essa categoria, inclusive, ganhou status de departamento exclusivo na companhia e já responde por 8,7% da receita do autosserviço.

Atualmente, 248 SKUs de 51 categorias integram a divisão de marca própria, presente nas 206 lojas das quatro redes do grupo – Drogaria RosárioDrogarias TamoioDrogasmil e Farmalife. O segmento representa 5% do faturamento total, que chegou a R$ 1,1 bilhão no ano passado e encerrou o primeiro semestre com R$ 567,4 milhões. Os carros-chefes são as linhas de vitaminas, lenços umedecidos infantis, absorventes, nutricosméticos e fraldas para adultos. Mas engana-se quem acha que o sucesso veio de maneira repentina.

Foram necessários testes com mais de 400 produtos e oito anos de operações para a Rede d1000 encontrar o patamar que considera próximo do ideal. A companhia estreou na categoria em 2013, mas os resultados estiveram abaixo da média até 2016. “Avançamos pouco mais de R$ 3 milhões em faturamento nesse período, com as linhas tendo um ciclo de vida muito curto e indicadores pouco consistentes”, lembra o gerente de marcas exclusivas Thiago Almeida, que explanou sobre essa trajetória no evento Portas Abertas, promovido pela Abmapro no fim do mês de julho.

Metodologia com base em dados

O caminho para reverter as estatísticas passou pelo arrojo de abandonar a tática de tentativa e erro, mas fundamentada pela formação de um time 100% dedicado a mapear oportunidades com uso da ciência de dados. “No varejo, temos liberdade de ir e vir para qualquer categoria. Para isso, necessitamos interpretar as informações que consultorias como Close-Up InternationalIQVIA e Nielsen nos proporcionam, mas com o cuidado de fazer avaliações segmentadas por região e os dois olhos na performance das grandes redes”, explica.

 

Marca própria avança 11 vezes na d1000 em cinco anos

Casos de sucesso

O estágio de maturidade do produto chegou em 2021, com o pacote Leve 6, Pague 5. “Desde o início desse processo, entendemos que a venda de packs seria determinante, mas foi preciso analisar os dados a partir do que refletia o consumidor no ponto de venda. Aos poucos detectamos que essas embalagens eram mais fáceis de empilhar na gôndola e permitiam uma melhor visualização”, avalia.

A aposta nos packs teve início com os lenços umedecidos infantis, com o Leve 4, Pague 3. “Entendendo os hábitos e expectativas do cliente, identificamos que o fator preço deveria vir acompanhado pela qualidade. Com apoio da fabricante Lençobrás, passou-se a utilizar a matéria-prima dos lenços demaquilantes para a linha infantil, o que ampliou a percepção de excelência da marca”, acrescenta o executivo.

Os números falam por si. Uma das 15 maiores redes de farmácias e drogarias do país, segundo o ranking da Abrafarma, a companhia saltou da 21ª para a 13ª colocação no quesito faturamento por cliente. Da receita total do grupo, 37% provém do setor de higiene e beleza, acima da média de 32% do grande varejo farmacêutico nacional.

A marca própria tende a ganhar mais relevância para os negócios à medida que se intensificar a abertura de lojas de rua com formato popular. Das 30 unidades que a companhia planejou abrir neste ano, 15 já foram inauguradas, sendo que a maioria delas está enquadrada nesse perfil. A operação de atacado farmacêutico da Profarma, controladora da d1000, alicerça essa expansão. “Temos uma ótima metodologia para mapear oportunidades e desenvolver produtos, mas nosso grande diferencial é saber a forma mais eficiente e rentável de usar cada ferramenta de venda controlada pelo varejo para impulsionar nossas marcas”, conclui.

Rede d1000
Fundação: 2013
Redes: Drogaria Rosário, Drogarias Tamoio, Drogasmil e Farmalife
Faturamento: R$ 1,1 bilhão em 2020 e R$ 567,4 milhões no 1º semestre
Número de PDVs: 206 lojas no Distrito Federal, Mato Grosso, Rio de Janeiro e Tocantins

Fonte: Redação Panorama Farmacêutico

Previous Prezunic reforça aposta em marca própria e amplia mix de produtos

You might also like

Notícias ABMAPRO

ABMAPRO elege nova diretoria para o quadriênio 2017/2020

A ABMAPRO (Associação Brasileira de Marcas Próprias e Terceirização) elegeu no último dia 22 de novembro sua nova diretoria para os próximos quatro anos (2017 a 2020). A posse ocorrerá

Eventos

E-book Mkt Trends

Apresentamos o Market Trends Abmapro 2020, um catálogo on-line de lançamentos e produtos inovadores em diversas categorias, de fornecedores nacionais e internacionais. Confiram :

Comércio varejista

Carrefour reduz marcas de fabricante em quatro lojas francesas

Fonte: HiperSuper A Carrefour está a implementar, em quatro lojas francesas, um projeto piloto que prevê a eliminação de muitas das marcas de fabricantes dos seus lineares. A experiência pretende

Alimentos

Supermercados optam por agricultor local para rastrear melhor orgânicos

Fonte: DCI – Por João Vicente Ribeiro Varejo de todos os portes monitora cada vez mais o trajeto dos alimentos e foca no desenvolvimento de marcas próprias de produtos livres de