Parceria entre Carrefour e Tesco vai pressionar fornecedores

Por Dominique Vidalon e James Davey
PARIS/LONDRES, 4 Jul (Reuters)

Um acordo entre a rede francesa de varejo Carrefour e a britânica Tesco para formação de uma parceria global de compras vai ajudar as companhias não só reduzirem preços, mas também expandir suas próprias marcas, pressionando grandes fornecedores como Nestlé e Kraft Heinz.

A aliança Carrefour-Tesco vai redefinir as relações com fornecedores globais como Unilever , Nestlé e Procter & Gamble , em um momento em que já estão enfrentando demanda fraca e a chegada de novos rivais.

Em um novo golpe contra as grandes empresas de bens de consumo, a dupla também afirmou que vai fornecer em conjunto produtos de marca própria, cujas vendas estão crescendo rapidamente na Europa devido à expansão de redes de desconto como Aldi e Lidl, que geralmente vendem produtos de marca
própria.
“Alianças de compra têm um efeito prejudicial em toda a cadeia de fornecimento de alimentos”, disse Mella Frewen, diretora geral do FoodDrinkEurope, um grupo de lobby do setor. No entanto, a aliança também poderá permitir que fornecedores menores que atendem apenas um dos varejistas dobrem seus
negócios.
“Eles poderiam ter uma oportunidade enorme para a qual poderiam muito bem derrubar seus preços e competir”, disse David Sables, presidente-executivo da Sentinel Management Consultants,
que treina fornecedores em como negociar com grandes grupos de supermercados.
O crescimento de vendas de Nestlé, Procter & Gamble e Unilever foi impulsionado quase inteiramente este ano por mudanças de hábitos de consumo, em vez de aumentos de preços, dado um ambiente de varejo difícil.
Confrontados com a mudança da preferência dos consumidores em direção de alimentos mais saudáveis e de marcas independentes, empresas como Nestlé estão tentando responder com produtos considerados premium por elas e que possuem preços mais caros.
Mas os varejistas estão relutantes em aumentar seus preços uma vez que estão enfrentando sua própria batalha com grupos de descontos e varejistas online, como a Amazon.
A aliança Carrefour-Tesco é apenas o mais recente contrato de compra firmado pelos principais varejistas europeus nos últimos anos. A rede alemã Metro firmou uma parceria semelhante com os franceses Auchan, Casino e Schiever na semana passada.
Os acordos aumentaram a pressão sobre os fornecedores depois que a segunda maior cadeia de supermercados britânica, Sainsbury’s , comprou a Asda, do Wal-Mart .
((Tradução Redação São Paulo;))
REUTERS TH AAJ

Previous Carrefour Brasil registra lucro de R$ 389 milhões e quer intensificar marcas próprias
Next Decathlon: Matt Leclercq deixa presidência da empresa

You might also like

Destaques

Marcas próprias ameaçam gigantes da indústria

Segundo a Goldman Sachs, reproduzida pelo Brazil Journal, a situação das gigantes de alimentos processados está ruim – e vai piorar. Isso porque, além da mudança de costume do consumidor

Notícias Internacionais

Lidl com mais de 100 artigos certificados para os clientes descobrirem na Páscoa

São 124 os produtos Lidl dedicados à Páscoa, entre sugestões para refeições e sobremesas. As gamas de edição limitada Deluxe e Favorina regressam e apostam na certificação UTZ e Fairtrade

Notícias

PORTAS ABERTAS – ABMAPRO

NÃO PERCAM! https://zoom.us/meeting/register/tJMkfuyqrTsrE9GVtxTmk-yEtAl3OuC_laTG

Notícias

Com novo investidor, a Westwing, loja de moveis on-line vai investir em produtos para expandir

A Westwing, startup de venda de móveis e artigos de decoração pela internet, se prepara para uma expansão e transformação em seu modelo de negócio. O impulso vem de um