Lucro da Lojas Renner (LREN3) subiu 66,39% no 1º trimestre de 2018

Fonte: ADVFN

A companhia Lojas Renner anunciou um lucro líquido de R$ 111.44 milhões no 1º trimestre de 2018, valor 66,39% superior ao lucro líquido apurado no mesmo período do ano anterior (R$ 66.98 milhões). Na comparação com o 4º trimestre de 2017 (R$ 331.8 milhões), houve uma diminuição de 66,41%.

 

Resultado da Lojas Renner nos Últimos 12 Meses

A companhia Lojas Renner acumulou um lucro líquido de R$ 777.15 milhões nos últimos doze meses, período entre o 2º trimestre de 2017 e o 1º trimestre de 2018. Esse valor é 6,07% superior ao lucro líquido apurado na soma dos quatro trimestres do ano anterior (R$ 732.68 milhões). Já a receita líquida da companhia aumentou 2,86% entre o acumulado do último ano (R$ 7.44 bilhões) e o acumulado dos últimos doze meses (R$ 7.66 bilhões).

Acesse o balanço financeiro completo desta companhia, clicando aqui. Não deixe de conferir também seus indicadores fundamentalistas, clicando aqui.

Conheça a Lojas Renner

A Lojas Renner atua na fabricação e comercialização a varejo de vestuário feminino, masculino e infantil, moda íntima e esportiva e calçados. A empresa também vende perfumes e cosméticos, incluindo maquiagem, protetores solares, loções, cremes e batons, sob a marca própria Alchemia. Além da venda de produtos próprios, as lojas da empresa também oferecem mercadorias com marcas de terceiros em certas categorias de produtos.

Juntamente com suas subsidiárias, a Dromegon Participações Ltda e Renner Administradora de Cartões de Crédito Ltda, atua também na importação de produtos; investimentos em outras empresas; e intermediação de serviços financeiros, como empréstimos pessoais, financiamento de compras, cartões de crédito private label, seguros e certificados de capitalização.

Previous Lidl e Intermarché lideram prêmios Top Beleza
Next 25.05 - Portas Abertas: LinkedIn como gerar valor para sua marca Pessoal

You might also like

Notícias

Grupo DIA lança 40 marcas próprias (feitas em Portugal) até ao fim de 2021

«A insígnia Minipreço sempre foi muito conhecida pela qualidade da sua marca própria», disse esta tarde Ricardo Torres Assunção, director de Marketing e Comunicação da DIA Portugal, numa conversa com

Notícias

Marcas próprias deixam de ser opção só na crise e conquistam brasileiros

Fonte: DCI – Por Juliana Estigarribia   Gigantes do setor, como GPA e Carrefour, apostam em parcerias com a indústria para aumentar a oferta de produtos; empresas prometem até 500 novos lançamentos

Comércio varejista

Marcas Própria: Preço ou Qualidade?

Por Hipersuper a 29 de Março de 2018 as 10:45 Por Robertus Lombert, Partner da IPLC para Portugal Marcas próprias: Preço ou qualidade? É, talvez, uma das perguntas mais comuns

Notícias

A Revolução dos Bichos

Maior interação com animais de estimação durante a pandemia leva Petz a registrar alta de quase 50% no faturamento. Parte da rotina do empresário Sergio Zimerman, fundador e CEO da