Lojas com cartão próprio fidelizam mais clientes, mostra pesquisa

Maioria dos consumidores tem pelo menos um cartão de loja, de acordo com o levantamento

É o que mostra um levantamento feito pelo instituto de pesquisa Locomotiva em parceria com a empresa de tecnologia Conductor. Esses cartões, chamados de private label  levam a marca da loja e são válidos apenas para compras dentro dela. O intuito é oferecer melhores condições de parcelamento para fidelizar os clientes.

A estratégia tem funcionado, segundo o estudo. A preferência por redes que oferecem esse meio de pagamento foi apontada por 71% dos entrevistados. Foram ouvidos 1.500 brasileiros maiores de 18 anos em 14 regiões metropolitanas do país.

A maioria dos consumidores tem pelo menos um cartão de loja, de acordo com a pesquisa. Entre aqueles que possuem cartões de crédito convencionais, 73% também dispõem de um cartão específico de um estabelecimento comercial.

Desses clientes, um em cada três faz uso do private label em compras no varejista que o emitiu mesmo que o local aceite diferentes formas de pagamento.

A pesquisa aponta ainda que, entre esses consumidores, 52% usariam mais o cartão se houvesse condições melhores de parcelamento, e 53%, se o limite fosse mais alto.

Os entrevistados afirmaram que esperam ainda: ter descontos maiores em produtos, agendar o pagamento da primeira parcela da compra para o longo prazo e contar com maior diversidade de produtos e marcas comercializadas no local.

Fonte: Folha de São Paulo

Previous Farmácias atraem classes C e D com marcas próprias
Next Decathlon cresce no beach tennis com marca própria Sandever

You might also like

Notícias Internacionais

As redes de lojas mais produtivas da Europa – Marca Própria em comum

Fonte: Hipersuper – Robertus Lombert Há poucas meses, a LZ Retailytics fez um estudo interessante sobre quais as cadeias de lojas mais produtivas na Europa* e a sua caracterização. Será que

Notícias

Quem quer vinhos? Empresas apostam em lives e marca própria na briga por consumidor

Na disputa de mercado, as empresas Grand Cru, Evino e Wine diversificam seus canais de atendimento e suas estratégias para atender o consumidor. E vale quase tudo: de lives a

Notícias

Quando a indústria vira varejo: o caso das lavanderias Tide.

Fonte: Brazil Journal – Por Mariana Barbosa Ter uma máquina de lavar dentro de casa não é exatamente uma aspiração das novas gerações. Por isso, a Tide – a líder

Comércio varejista

Varejo farmacêutico tem faturamento de R$ 110,08 bilhões

O faturamento das vendas de medicamentos e de produtos em farmácias e drogarias cresceram no Brasil. Mesmo com a lenta recuperação da economia, o desempenho do setor foi positivo. Esta