Grupo Dimed vai abrir 40 farmácias em 2018

Grupo Dimed vai abrir 40 farmácias em 2018

Fonte: Jornal do Comércio

Mottin Neto diz que previsão é dobrar número de lojas em até 10 anos

Dentro do processo de expansão, o Grupo Dimed pretende abrir 40 novas farmácias no Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná e São Paulo, capital, neste ano. Em São Paulo, o grupo conta com três lojas em funcionamento até o momento e, no decorrer deste ano, pretende abrir mais três unidades naquele estado. O grupo, pelo ritmo de expansão atual, prevê dobrar o número de lojas em 10 anos. Hoje, conta com 406 farmácias da marca Panvel e, em 2017, faturou R$ 2,4 bilhões. “Nos próximos 10 anos, o nosso foco estará voltado para os mercado dos três estados do Sul do Brasil e em São Paulo”, destaca Julio Ricardo Mottin Neto, presidente do Grupo Dimed. Além da rede de farmácias, o grupo tem uma distribuidora de medicamentos e produtos de higiene e beleza Dimed e o laboratório Lifar, divisão de desenvolvimento e fabricação de cosméticos, medicamentos e alimentos, responsável pela elaboração de produtos para grandes marcas no País e no exterior, além de produtos de marca própria Panvel. A Panvel está entre as principais redes de fármacos da Região Sul do Brasil. São mais de 15 mil itens à venda, entre medicamentos e produtos de higiene e beleza, e mais de 500 produtos Panvel, incluindo maquiagem, proteção solar, ortopédicos, infantis e linha de produtos masculinos. É uma rede multicanal, com lojas físcias, tele-entrega (Alô Panvel), aplicativo (app Panvel) e loja on-line (panvel.com), com entrega em todo País. Com o slogan “Você sempre bem”, o grupo tem com política, de acordo com o empresário, unir tecnologia, produtos e atendimento qualificado. Como exemplo, tem o conceito de Prateleira Infinita, que dá a possibilidade de comprar pelo app Panvel e de poder retirar o produto em um farmácia da rede. Mottin Neto comenta que o cliente, quando chega na Panvel para pegar a mercadoria, sempre acaba levando outros itens. O grupo inovou também na modalidade de entrega de produtos. Quem faz compras pelo aplicativo ou site da Panvel pode retirar os produtos em armários localizados em pontos estratégicos. No início deste ano, a empresa iniciou projeto-piloto em Porto Alegre, em uma ação que tem a Unilever como parceira. A retirada dos produtos é simples: na hora de finalizar a compra, é só clicar na opção “retirar no locker”. Quando o pedido for colocado no armário, uma mensagem é enviada, avisando que está disponível para retirada, juntamente com senha exclusiva. Depois, é só ir até o locker e digitar CPF e senha. O cliente pode pegar suas mercadorias na hora que lhe for mais conveniente. As relações com o consumidor também são facilitadas no momento da compra por meio do chat, na página no Facebook da empresa. A rede é a primeira do seu segmento a contar com esse recurso. A ferramenta amplia opções, dando ao consumidor a possibilidade de comprar pelo bate-papo do Messenger.

Previous Lidl Portugal quer reduzir o consumo de plástico em 20% até 2025
Next Marcas Própria: Preço ou Qualidade?

You might also like

Notícias

Como será o varejo em 2026?

Como você compra suas coisas atualmente? Você entra no seu carro e sai fazendo pedidos para um assiste virtual ou ainda “digita com os dedos” em seu smartphone para comprar

Comércio atacadista

Assaí registra crescimento 25,6% em vendas no primeiro trimestre

Fonte: Jornal da Midia Depois de registrar em 2018 a sua melhor venda por m2 dos últimos cinco anos, o Assaí voltou a apresentar resultadospositivos no primeiro trimestre de 2019.

ABMAPRO na mídia

Marca própria e o futuro do varejo

Fonte: Portal NoVarejo – Por: Jade Gonçalves Castilho A marca própria, caracterizada por produtos vendidos exclusivamente pela organização que detém seu controle, se tornou uma estratégia no varejo para grupos como Walmart, Pão de Açúcar e Carrefour.

ABMAPRO na mídia

ABMAPRO leva executivos para PLMA 2018 de Chicago

ABMAPRO leva executivos para evento de marcas próprias nos EUA O mercado de marcas próprias segue em amplo crescimento no mundo. Os Estados Unidos são um retrato fiel desse fenômeno.