Lidl deixa de ter sacos de plástico para transporte de compras

Além do fim do plástico, o Lidl afirma que “até ao final de 2020, as embalagens de todos os artigos de marca própria, que representam cerca de 70% dos seus produtos vendidos, serão feitas de material reciclado ou fibra virgem com certificação FSC”.

O Lidl anunciou que, a partir deste ano, não será possível comprar sacos de plástico em mais de 250 lojas espalhadas pelo país. Tal decisão significa “que a empresa deixará de colocar no mercado cerca de 25 milhões de sacos” de plástico, por ano, em Portugal.

“Comprometido em reduzir em 20% a utilização de plástico até ao ano de 2025, o Lidl Portugal começa 2020 sem sacos de plástico para transporte de compras”, afirma a cadeia de supermercados alemã, através de um comunicado.

Além do fim do plástico, o Lidl afirma que “até ao final de 2020, as embalagens de todos os artigos de marca própria, que representam cerca de 70% dos seus produtos vendidos, serão feitas de material reciclado ou fibra virgem com certificação FSC”.

Tal garante que “o papel e o cartão utilizados na produção de embalagens têm origem em florestas com gestão sustentável e promovem benefícios sociais, ambientais e económicos”, pode ler-se na nota.

Fonte: Sapo.pt
Previous Varejo farmacêutico tem faturamento de R$ 110,08 bilhões
Next 10 tendências para a transformação digital do varejo

You might also like

Comércio varejista

“RESPONSABLEMENTE”, O GUIA DE BOAS PRÁTICAS NO EL CORTE INGLÈS

Fonte: jornal-t.pt – Por António Moreira Gonçalves “Responsablemente” é um guia de boas práticas do El Corte Inglés e foi apresentado pelo seu diretor para a Responsabilidade Social. “A sustentabilidade é um movimento que

Notícias

GPA une operações virtual e física de olho em maior rentabilidade do Extra

Fonte: DCI – Por João Vicente Ribeiro   Depois da fase de conversão de grandes unidades para a bandeira de atacarejo Assaí, varejista vê espaço para fidelizar cliente e otimizar

Notícias Internacionais

As redes de lojas mais produtivas da Europa – Marca Própria em comum

Fonte: Hipersuper – Robertus Lombert Há poucas meses, a LZ Retailytics fez um estudo interessante sobre quais as cadeias de lojas mais produtivas na Europa* e a sua caracterização. Será que

Destaques

6 tendências mundiais para o mercado varejista em 2019

Por  Karina Rodrigues Reunindo os principais varejistas do território nacional e internacional em Nova Iorque, em janeiro, a NRF 2019, maior evento de varejo do mundo, apresentou tendências que vão