Ofertas nos supermercados têm preços muito abaixo da inflação

Produtos de limpeza vendidos em promoção esta semana custam
até 20% mais barato que um ano

20/05/2016
Fonte: IG

Rio – Com a inflação corroendo o poder de compra, o consumidor tem que se desdobrar para amenizar os efeitos da crise econômica no bolso e na despesa de casa. Aproveitar as promoções nos supermercados, que em alguns casos passam de 20%, são as alternativas para amenizar o impacto do dragão na despensa.

A inflação medida pelo Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) acumulada no ano até abril está em 9,28%. Já o IPCA-15, verificado nos primeiros 15 dias do mês, subiu 0,86% ante 0,51% em abril. Entre os itens que pressionaram a inflação do período estão alimentos (1,03%) e remédios (6,5%). O grupo alimentação e bebidas teve impacto de 0,27 ponto percentual. Artigos de limpeza e higiene pessoal também afetaram o índice com alta de 1,10% e 0,92%, respectivamente.

1

Consumidores aproveitam promoções e descontos nos supermercados para não sentir tanto o impacto da inflação na despesa doméstica

Foto: Henrique Manrenza / Agência O Dia

Em maio do ano passado, por exemplo o detergente Limpol de 500 ml era vendido por R$ 1,19, este ano o mesmo produto sai por R$ 0,99, queda de 16,8%. Outro item que apresentou uma queda significativa foi o amaciante Ypê de 2l. No ano passado era vendido a R$ 4,99 e este ano está R$ 3,99, queda de 20,04%.

O Supermercado Guanabara está com promoção em itens de limpeza até o dia 31. Entre os produtos com desconto está o sabão em pó Omo Multiação, de 2kg, por R$ 12,98. Já o detergente Ypê custa apenas R$ 0,99.

Mas as ofertas não se restringem aos produtos de limpeza, o peito de frango Perdigão, por exemplo, está saindo a R$ 6,59 o quilo. E a lata de cerveja Antarctica de 269 ml está R$ 1,47. Já no Extra a ação “1,2,3 Passos da Economia Extra” dá descontos progressivos. Quanto mais produtos o cliente comprar, maior será a economia: na compra de uma 1 unidade, o cliente ganha 20% de desconto; em 2 unidades iguais, 50% de desconto na segunda unidade; e, na compra de 3 unidades, o cliente paga 2 e leva 1 grátis.

2

Tabela mostra as melhores ofertas nos supermercados

Foto: Arte: O Dia

Hoje a água sanitária Big Soft, por exemplo, sai a R$ 3,62, uma unidade; R$ 3,40, duas e R$ 2,99 se o cliente comprar três unidades. O preço do detergente em pó Surf varia de R$ 6,33, a compra de 3 unidades, a R$ R$ 7,67, uma. A sobrecoxa Seara sai por 10,19. Na promoção, um pacote com 1 kg é vendido por R$ 8,16, se o cliente levar 2 pacotes paga R$ 7,64. E três, R$ 6,73.

No Prezunic, alguns produtos de beleza estão com 50% de desconto na compra da segunda unidade. O desodorante aerosol Johnsons de 150 ml custa R$ 11,98, com o desconto, ele sai a R$ 5,99. Outro item que está em promoção é a loção hidrantante Nívea com 200 ml. O preço normal está R$ 8,99, com 50% de desconto, sai a R$ 4,50.

Consumidor muda hábito

Com a inflação em alta e aumento do preço dos alimentos muitos brasileiros estão criando estratégias para driblar a crise e economizar, avalia o consultor de Varejo, Marco Quintarelli. Segundo ele, quem estava habituado a fazer compras toda semana, por exemplo, já passa a ir ao mercado uma vez ao mês (com menos frequência). Outra alternativa adotada pelos consumidores é a substituição de produtos e até mesmo de marcas, diz.

As marcas próprias, produtos que levam o selo das varejistas e representam até 20% de economia, estão em alta no momento. De acordo com Quintarelli, há varejistas que já oferecem grande quantidade de marcas próprias, especialmente no quesito alimentos.

“Neste ano de turbulência, os consumidores estão mais atentos e cautelosos com seus gastos e aproveitam para experimentar as marcas próprias. As redes que já começaram a investir neste segmento estão conseguindo, de alguma forma, driblar a desaceleração da atividade econômica. Quintarelli explica que, com a crise, as pessoas estão mudando o hábito de consumir em volume para poder consumir menos, mas com mais qualidade.

“Muita gente está migrando: por exemplo, em vez de tomar não sei quantas cervejas, toma duas ou três de melhor qualidade. Os jovens, principalmente, migram para produtos que têm certo status”.

 

Salvar

Previous Ovos de páscoa de Marcas Próprias ganham espaço
Next Marca própria significa economia no bolso

You might also like

Comércio varejista

Brink+, marca própria de brinquedos da Lojas Americanas, aumenta sortimento em 15% para o Dia das Crianças e já acumula crescimento de 20% em vendas em 2019

Fonte: Jornal dia a dia Por Ray Santos Marca, que lançou 200 novos produtos este ano, tem programação especial em canal próprio do YouTube A Lojas Americanas aumentou em mais de

Notícias Internacionais

IPLC EDITA “THE PRIVATE LABEL REVOLUTION”

IPLC EDITA “THE PRIVATE LABEL REVOLUTION” Fonte: HiperSuper – Por Rita Gonçalves A IPLC (International Private Label Consult) lançou na passada quinta-feira em Paris, França, a obra “The Private Label

Notícias

Varejo farmacêutico tem faturamento de R$ 110,08 bilhões

O faturamento das vendas de medicamentos e de produtos em farmácias e drogarias cresceram no Brasil. Mesmo com a lenta recuperação da economia, o desempenho do setor foi positivo. Esta

Têxtil e couro

Abicalçados considera ações no exterior vitais para abrir mercados e aumentar exportações

Fonte: comexdobrasil.com – Por Ana Cristina Dib Novo Hamburgo – As exportações de calçados brasileiros têm as ações comerciais no exterior como aliadas fundamentais. No ano passado, eventos internacionais garantiram