Artigos do Lidl passam a ser confeccionados com ovos de solo

O Lidl Portugal já tinha abolido a comercialização de ovos provenientes de galinhas criadas em gaiolas. Agora, elimina também a utilização deste tipo de ovos na confecção dos seus produtos de marca própria: até este momento, cerca de 50 artigos já fizeram a transição, contando apenas com ovos de galinhas criadas no solo ou ao ar livre nas suas listas de ingredientes.

As massas frescas com ovo Chef Select, as refeições pré-congeladas como rissóis de camarão, crepes chineses e pastéis de bacalhau da marca Monissa são apenas alguns exemplos de produtos que já integram a estratégia de sustentabilidade da cadeia alemã de supermercados.

A par desta novidade chega a venda de ovos biológicos, que passam a fazer parte da oferta fixa do Lidl em Portugal. Os ovos biológicos têm origem em galinhas alimentadas com ração biológica desde a sua primeira semana de vida. Além disso, cada galinha tem ao seu dispor quatro metros quadrados de área descoberta, “recriando o habitat próprio da espécie”, segundo indica o Lidl.

Previous Lidl promove protectores solares de marca própria que também protegem a carteira
Next Lidl e Intermarché lideram prêmios Top Beleza

You might also like

Notícias

“Uma loja por semana”: o plano da agressiva e popular Miniso para o Brasil

Fonte: Exame – Por Mariana Fonseca A rede de fast fashion com design japonês (mas de origem chinesa) irá expandir bastante pelo país, com a ajuda do franqueamento São Paulo

Notícias

E-Commerce: Saúde e Cosméticos Ultrapassa Moda e é o que mais vende no Brasil

Fonte: Exame – Por Dino A 38ª edição do Webshoppers, o maior estudo sobre E-commerce do Brasil, mostrou que o mercado digital nacional teve algumas alterações importantes. A principal delas

Notícias

Programa Mercado & Consumo destaca o segmento de marcas próprias

Por Imprensa Mercado & Consumo Itens como açúcar, arroz, papel higiênico e produtos de limpeza de marcas próprias de redes de supermercado não são novidade. No entanto, este mercado ainda

Têxtil e couro

Retalhistas aceleram Marca Própria

Fonte: Portugal Textil O modelo de negócio direto ao consumidor começou por ser adotado pelas marcas digitais. Agora, também as marcas de luxo e desportivas estão a optar por vendas