ABMAPRO apoia proposta de adoção de limite de gastos do governo

ABMAPRO apoia proposta de adoção de limite de gastos do governo

Em comum acordo com a FIESP (Federação das Indústrias do Estado de São Paulo), a ABMAPRO (Associação Brasileiras de Marcas Próprias e Terceirização) está apoiando à proposta de emenda constitucional para adoção de limite de gastos do governo.

A PEC 241, proposta pelo governo federal, tem o objetivo de limitar o crescimento das despesas do governo. Considerado pelo governo Michel Temer como o primeiro passo para superar a crise econômica e financeira do país, a medida fixa para os três Poderes, Ministério Público da União e da Defensoria Pública da União um limite anual de despesas.

“O Governo Federal vislumbra fazer com que o país encontre um rumo e possa superar a crise que afetou milhões de brasileiros. Essa medida vai de encontro ao pensamento da ABMAPRO. Por isso, apoiamos a proposta”, declara Neide Montesano, presidente da ABMAPRO.

Ficarão fora dos limites, entre outros casos, as transferências constitucionais a estados e municípios, os créditos extraordinários para calamidade pública, as despesas para realização de eleições e os gastos com aumento de capital das chamadas empresas estatais não dependentes.

Diferentemente de outras áreas, saúde e educação tiveram o limite traçado pelo mínimo a ser gasto e não o máximo das despesas. Em 2017, haverá exceção para as áreas de saúde e educação, que somente passarão a obedecer ao limite a partir de 2018, segundo o governo. Pelo texto, o piso para os dois setores passa a obedecer ao limite de despesas ligado à inflação a partir de 2018. Atualmente, a Constituição especifica um percentual mínimo da arrecadação da União que deve ser destinado para esses setores.

Previous Primeiro dia do 6º Congresso Brasileiro de Marcas Próprias e Terceirização destaca cenário oportuno do setor no país
Next Marcas próprias alcançam mais de 32 milhões de lares no Brasil

You might also like

Comércio varejista

Artigos do Lidl passam a ser confeccionados com ovos de solo

O Lidl Portugal já tinha abolido a comercialização de ovos provenientes de galinhas criadas em gaiolas. Agora, elimina também a utilização deste tipo de ovos na confecção dos seus produtos

Comércio varejista

Decathlon lança IMVISO, sua marca especializada em futsal

A Decathlon lançou oficialmente, nesta segunda-feira(6), a IMVISO, marca própria 100% dedicada ao futsal. A empresa já haviacriado um torneio da modalidade para ‘aquecer’ o anúncio da novidade. Ao todo,

Notícias

GPA anuncia novidades para democratizar Qualitá

Fonte: No Varejo – Por Gabriella Sandoval Dez anos depois do lançamento de Qualitá, o Grupo GPA tem uma meta ousada: fazer com que os produtos de marca própria caiam no gosto dos consumidores brasileiros – e

Notícias

Grupo DIA lança 40 marcas próprias (feitas em Portugal) até ao fim de 2021

«A insígnia Minipreço sempre foi muito conhecida pela qualidade da sua marca própria», disse esta tarde Ricardo Torres Assunção, director de Marketing e Comunicação da DIA Portugal, numa conversa com