Abicalçados considera ações no exterior vitais para abrir mercados e aumentar exportações

Fonte: comexdobrasil.com – Por Ana Cristina Dib

Novo Hamburgo – As exportações de calçados brasileiros têm as ações comerciais no exterior como aliadas fundamentais. No ano passado, eventos internacionais garantiram quase US$ 200 milhões, somando negócios efetivados in loco e alinhavados, 20% do total exportado pelos calçadistas nacionais. O mesmo deve se repetir em 2018. No primeiro semestre já foram realizadas cinco ações no exterior que geraram US$ 63,5 milhões em negócios efetivados e iniciados nos eventos. As ações são realizadas por meio do Brazilian Footwear, programa de apoio às exportações de calçados mantido pela Abicalçados em parceria com a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil).

No segundo semestre deste ano serão mais oito ações internacionais: Showroom em Paris (ainda sem data), Missão Comercial Rússia (entre 6 e 8 de junho), Expo Riva Schuh/Itália (16 a 19 de junho), IFLS/Colômbia (17 a 19 de junho), Colombiamoda/Colômbia (24 a 26 de junho), FN Platform/EUA (13 a 15 de agosto), Showroom Colômbia (ainda sem data) e theMicam/Itália (16 a 19 de setembro). “O segundo semestre, por lançar coleções de primavera-verão, ponto forte da indústria calçadista nacional, acaba gerando uma expectativa positiva de incremento nas exportações”, avalia a gestora de Projetos da Abicalçados, Roberta Ramos.

Mantido desde o ano 2000, o Brazilian Footwear é o braço internacional da Abicalçados e tem auxiliado de sobremaneira na qualificação das exportações de calçados. Desde a primeira assinatura do convênio, o número de destinos passou de 99 para 150 países. “Além disso, passamos a mudar a cultura exportadora de calçados, que passou a valorizar mais o embarque de produtos com marca própria e menos o private label – quando o importador coloca a sua marca”, explica Roberta. Atualmente o Programa conta com mais de 200 empresas associadas que respondem por cerca de 80% do valor gerado pelas exportações de calçados, que alcançaram US$ 1,09 bilhão em 2017.

(*) Com informações da Abicalçados

Previous Múltis planejam reciclar 100% das embalagens
Next Economia aquecida estimulará vendas de produtos de limpeza

You might also like

Comércio varejista

Carrefour quer duplicar participação de orgânicos nas vendas até 2020

Fonte: Estadão Conteúdo O Carrefour Brasil lançou nesta segunda-feira, 1, um programa para fomentar as vendas de produtos saudáveis, incluindo itens de produção regional e orgânicos. A companhia estabeleceu uma

Notícias

Inflação dos alimentos: marcas de varejistas são opção para economizar

Entre janeiro de 2019 e janeiro de 2022, o gasto dos brasileiros com produtos de marcas próprias das redes de varejo aumentou mais de 20% Diante da alta da inflação, o consumidor

Notícias

Rede italiana Coop reduz uso de plástico

ROMA, 24 JUL (ANSA) – A rede de supermercados italiana Coop anunciou nesta segunda-feira (23) medidas para reduzir o uso de plástico “virgem” nas embalagens dos produtos de sua marca

Notícias ABMAPRO

ABMAPRO no Canal Executivo (UOL) falando sobre o crescimento no consumo de Marcas Próprias

httpss://canalexecutivoblog.wordpress.com/2017/10/23/brasileiros-consomem-mais-marcas-proprias-e-levam-faturamento-do-setor-a-r-53-bi/