Portas Abertas 12.06.19 – Especial Pós PLMA Amsterdam

Tradicionalmente, em maio, os grandes fornecedores e líderes do varejo mundial em marcas próprias se reunem em Amsterdã para a maior feira do segmento no mundo, a PLMA Trade Show.

Nesta edição estivemos presentes mais uma vez como parte da delegação da ABMAPRO, focados na curadoria de visita a feira e aos principais varejistas da Holanda, levando os participantes a conhecerem as principais tendências do mercado.

 

Dando continuidade a disseminação de conteúdo da feira, a ABMAPRO realizará um Portas Abertas especial, trazendo aos participantes um resumo dos principais insights da viagem. Uma grande oportunidade para quem não pôde estar presente, mas quer estar por dentro de todas as novidades.

 

Esperamos encontrar vocês!

Previous As redes de lojas mais produtivas da Europa - Marca Própria em comum
Next Aldi chega à China

You might also like

Notícias

Referência no mercado em produtos para o lar, Pernambucanas lança nova marca própria

Fonte: Redação E-Commerce News A Pernambucanas, rede varejista que comemora 110 anos de atuação em 2018, lança nova marca própria “Pernambucanas Casa” com produtos de cama, mesa, banho e decoração. A

Química e petroquímica

Primeiro selo ‘livre de plástico’ vai ajudar consumidores a conter poluição

Fonte: REUTERS • LONDRES   Um novo selo “livre de plástico” lançado na Grã-Bretanha na quarta-feira permitirá que consumidores identifiquem produtos com embalagens plásticas, com as empresas sob crescente pressão para

Madeira, móveis e papel

Com novo investidor, a Westwing, loja de moveis on-line vai investir em produtos para expandir

A Westwing, startup de venda de móveis e artigos de decoração pela internet, se prepara para uma expansão e transformação em seu modelo de negócio. O impulso vem de um

ABMAPRO na mídia

Pesquisa mostra que 89% dos consumidores compram produtos de marcas próprias

Fonte: RD – Por George Garcia Pesquisa feita pelo Conjuscs (Observatório de Políticas Públicas, Empreendedorismo e Conjuntura da Universidade Municipal de São Caetano do Sul) aponta que 89% dos consumidores