Aldi chega à China

Fonte: Grande Consumo

O Aldi vai abrir esta sexta-feira, dia 7 de junho, as suas duas primeiras lojas na China.

Os dois pontos de venda, localizados em Xangai, irão marcar o arranque de um ambicioso processo de expansão para o mercado chinês, onde o grupo alemão espera atrair a crescente classe média.

Apesar do Aldi ter alguma presença naquele mercado, há já alguns anos, através da plataforma Tmall do Albaba, ainda não tinha lojas físicas. Para além dos dois espaços iniciais, estão previstos mais oito ainda este ano, mas o objetivo é chegar à centena em breve.

De acordo com Nick Miles, analista da IGD, existe um elevado potencial na expansão do Aldi para a China. Dentro de quatro anos, será o maior mercado mundial de FMCG, à frente dos Estados Unidos da América, e onde a classe média é ávida de produtos de qualidade importados da Europa. Contudo, nota, os consumidores chineses preferem as marcas de fabricante, enquanto o Aldi está muito apoiado na sua marca própria.

Previous Portas Abertas 12.06.19 - Especial Pós PLMA Amsterdam
Next Kroger comercializará produtos com canabidiol em suas lojas

You might also like

Notícias

Lojas Americanas ganha certificado SVB em snacks veganos

Fonte: SEGS.com.br – Por Hugo Nascimento Produtos à base de soja e lentilha podem ser encontrados nas lojas de todo país A alimentação vegana tem se tornado um hábito cada

Notícias Internacionais

Pastel do Continente distinguido na categoria de alimentação

Fonte: HiperSuper O pastel com cacau e avelãs Seleção Fácil & Bom do Continente foi premiado na edição de 2018 dos Salute to Excellence Awards  na categoria de alimentação. O prémio,

Notícias

Rede Vino! lança sua própria marca de espumantes

Fonte: Bem Paraná – Por Simone Meirelles Os espumantes Vino! já podem ser encontrados na loja da marca e custam R$ 54.   Notícia para quem curte bons vinhos, em

Notícias

Grupo GPA acelera expansão do Assaí e quer mais força em marcas próprias

Fonte: DCI – Por JOÃO VICENTE RIBEIRO Abertura de novas lojas no formato de cash ans carry, que já representa um marketshare de 44% nas vendas totais da companhia, pode mitigar