“RESPONSABLEMENTE”, O GUIA DE BOAS PRÁTICAS NO EL CORTE INGLÈS

Fonte: jornal-t.pt – Por António Moreira Gonçalves

“Responsablemente” é um guia de boas práticas do El Corte Inglés e foi apresentado pelo seu diretor para a Responsabilidade Social. “A sustentabilidade é um movimento que exige o esforço de todos, não é possível pô-la em prática apenas de um lado da cadeia”, explicou Bernardo Cruza para dar conta da dimensão do programa que o grupo espanhol está a aplicar em toda a sua rede fornecedores, ITV portuguesa incluida.

“Sustentabilidade e sourcing têm de andar de mãos dadas”, expôs o representante do El Corte Inglés esta manhã no congresso ITMF, salientando que o primeiro passo deste programa está em encontrar fornecedores que respondam às novas exigências do público. “Os nossos consumidores já não conseguem entender a existência de qualidade sem responsabilidade ambiental”, resumiu.

E para lançar esta estratégia, o grupo espanhol foca-se sobretudo na produção local. “Este trabalho já está colocado em prática na Galiza, onde são reciclados 90% dos resíduos produzidos, mas vamos alargar a mais regiões, incluindo Portugal”. O objectivo do grupo é atingir o zero desperdício já em 2020 e ver todas as suas colecções produzidas com recurso a energias renováveis.

Matérias-primas como o poliester reciclado, o cupro, o seaqual e o lyocell foram algumas das enumeradas pelo gestor como prioritárias. “Desenvolvemos este guia para a nossa rede de marcas private label, mas entretanto já cativamos o interesse de muitos dos grandes nomes que marcam presença nas nossas lojas”, referindo-se a marcas como a Tommy Hilfiger, Hugo Boss e Tiberland, entre outras.

O programa “Responsablemente”  já se traduz também numa nova comunicação com o público. Para além de etiquetas específicas nas peças de vestuário e de uma forte campanha de marketing pelas redes sociais, o El Corte Inglès lançou em setembro o site elcorteingles.es/sostenibilidad/, uma nova plataforma online, que permite aos consumidores escolherem as suas compras com base na pegada ambiental de cada peça.

Previous Marca própria Carrefour lança embalagens com QR Code
Next Grupo que une Drogarias Pacheco e Drogaria São Paulo investe em produtos de marca própria

You might also like

Comércio varejista

Mundo Verde lançará e-commerce

Fonte: Exame – Por Mariana Fonseca Rede de produtos naturais estima que a operação online represente de 5 a 7% de suas vendas A Mundo Verde, rede de lojas franqueadas

Destaques

Carrefour é premiado por monitorar o uso correto de defensivos agrícolas em alimentos que comercializa

Fonte: DinheiroRural   Pelo terceiro ano consecutivo, o Carrefour, rede varejista que fatura cerca de R$ 50 bilhões por ano no Brasil, recebeu da Associação Brasileira de Supermercados o Prêmio

Comércio varejista

Intermarché uniformizou em Portugal marca própria. Aumentar para 30% peso da marca própria nas vendas da cadeia é um dos objetivos.

Fonte: Dinheiro Vivo – Por Ana Marcela   O Intermarché investiu 6 milhões na criação de uma marca única para os produtos de marca própria da cadeia em Portugal. Com

Alimentos

Dia aposta em venda digital, marcas próprias e franquias para crescer

Os supermercados, junto com as farmácias, foram os únicos estabelecimentos de varejo que não precisaram interromper sua operação física por causa da pandemia do novo coronavírus. Isso não significa que tenha sido uma