Marca própria Carrefour lança embalagens com QR Code

Fonte: Mercado & Consumo

O Carrefour está lançando para seus produtos novas embalagens com QR Code. A tecnologia dá acesso à plataforma foodtech da companhia, o chamado CyberCook, que contém sugestões de receitas, preparos ou complementos para os produtos. O código pode ser lido por smartphones e tablets.

As novas embalagens chegam aos supermercados neste mês para os panetones nos sabores frutas, gotas de chocolate, gotas de chocolate e doce de leite, chocolate trufado, além do bom gateau, pêssego em calda e leite condensado. Até o início de 2020, outros 50 itens também devem ganhar o novo rótulo, tais como biscoito maisena, óleo de girassol, farinha de trigo tradicional e integral.

“Sempre colocamos os clientes no centro de nossas decisões. Por isso, precisamos estar com eles diariamente, facilitando suas vidas e suas escolhas. Fizemos um estudo que mostra que 87% das pessoas não se planejam e escolhem as receitas que vão preparar no mesmo dia; e 20% levam em conta o que têm em casa. Com esses QR Codes, oferecemos receitas fáceis e práticas que auxiliam nesse processo de escolha do como comer melhor”, explicou Alexandre Canatella, CEO do CyberCook e diretor de Novos Negócios do Carrefour.

O CyberCook é parte da estratégia do movimento global da rede “Act For Food”, que busca democratizar o acesso da população a alimento saudáveis e frescos por um preço acessível.

A plataforma usa tecnologia para otimizar o tempo no preparo de refeições, sugerir o que comer de acordo com as preferências e necessidades de cada um, exibir o preço médio de todos os ingredientes da lista de receitas e o custo total do prato e por porção, além de outras receitas para fazer com os ingredientes que sobraram.

“Esta é uma verdadeira transformação digital na alimentação, pois os clientes conseguem continuar com nossa experiência mesmo no pós-compra. O CyberCook tem como objetivo capacitar as casas para a sustentabilidade no uso racional dos alimentos, seu valor econômico e o impacto na saúde”, finalizou Canatella.

* Imagem reprodução

Previous Telhanorte inaugura novo segmento de loja em São Paulo: Telhanorte Já
Next Cafezinho consciente: 350 mil cápsulas de café de marca própria para reciclagem

You might also like

Eventos

2ª Semana Internacional de Marcas Próprias e Terceirização e 11º Congresso

Vocês estão preparados para o nossa 2ª Semana Internacional de Marcas Próprias e Terceirização e 11º Congresso. Nesta edição o evento se transformou em uma semana de trocas de conhecimento

Notícias ABMAPRO

Marca própria e o futuro do varejo

Fonte: Portal NoVarejo – Por: Jade Gonçalves Castilho A marca própria, caracterizada por produtos vendidos exclusivamente pela organização que detém seu controle, se tornou uma estratégia no varejo para grupos como Walmart, Pão de Açúcar e Carrefour.

Destaques

Marcas próprias ameaçam gigantes da indústria

Segundo a Goldman Sachs, reproduzida pelo Brazil Journal, a situação das gigantes de alimentos processados está ruim – e vai piorar. Isso porque, além da mudança de costume do consumidor

Destaques

Com marca própria, drogarias estreiam em ranking de não medicamentos

Pela primeira vez no ranking de vendas de não medicamentos em drogarias, fabricantes tradicionais dividem espaço com redes do varejo farmacêutico. A explicação está na marca própria, segmento que assumiu