O Carrefour estreou em França um novo site de e-commerce designado de Loop

Fonte: Grande Consumo

 

O Carrefour estreou em França um novo site de e-commerce designado de Loop, no seguimento da iniciativa recentemente lançada por várias grandes multinacionais para testar a reutilização de embalagens de modo a reduzir os resíduos.

Loop une os esforços de 25 gigantes do sector do grande consumo, entre os quais a Nestlé, a Mars Petcare, a Mondelez International, a Danone, a Procter & Gamble, a Coca-Cola e a PepsiCo, e da TerraCycle, uma empresa especializada em reciclagem.As fabricantes envolvidas, todas cofundadoras do projeto, irão propor alguns dos seus produtos em embalagens reutilizáveis após lavagem. Por exemplo, as bolachas Milka serão vendidas, nas suas saquetas individuais, dentro de uma caixa de metal.

O lançamento do serviço em França é feito pelo Carrefour, que vai acrescentar algumas das suas referências de marca própria ao catálogo de produtos proposto. No Reino Unido, será lançado pela Tesco.

O serviço está disponível no mercado francês desde o dia 14 de maio. Para cada produto, há que pagar um adicional ao preço de venda referente à embalagem reutilizável, que será posteriormente devolvido. As encomendas são entregues no domicílio e, ao mesmo tempo que os novos produtos chegam, o cliente devolve as embalagens anteriores. Se escolher a opção de recarga automática, torna a comprar a mesma referência e evita a etapa do pagamento-reembolso do valor consignado à embalagem.

A iniciativa, que foi anunciada quando do Fórum de Davos, está para já disponível em algumas zonas de Paris e limitada a alimentos e bebidas. O objetivo é ampliá-la aos restantes produtos e a outras zonas.

A oferta tem, contudo, pelo menos para já, um senão. De acordo com os cálculos da revista Linéaires, os produtos custam duas a quatro vezes mais que no normal serviço de e-commerce do Carrefour. Por exemplo, uma garrafa de um litro de Coca-Cola custa 3,10 euros, devido à embalagem, comparativamente aos normais 1,23 euros pagos num supermercado francês.

Previous Bancos private label são tendência para empresas que buscam cortar custos e expandir produtos
Next Marca Aldi já vale mais que a Tesco

You might also like

Destaques

Supermercados optam por agricultor local para rastrear melhor orgânicos

Fonte: DCI – Por João Vicente Ribeiro Varejo de todos os portes monitora cada vez mais o trajeto dos alimentos e foca no desenvolvimento de marcas próprias de produtos livres de

Alimentos

410 Produtos de Marca Própria do Intermarché recebem selo “Portugal Sou Eu”

Fonte: SuperHiper. PT – Por  Rita Gonçalves   Um total de 410 produtos de 11 das marcas próprias do Intermarché, insígnia alimentar do Grupo Os Mosqueteiros, receberem o selo “Portugal

Notícias

ABMAPRO no Canal Executivo (UOL) falando sobre o crescimento no consumo de Marcas Próprias

httpss://canalexecutivoblog.wordpress.com/2017/10/23/brasileiros-consomem-mais-marcas-proprias-e-levam-faturamento-do-setor-a-r-53-bi/  

Notícias

Anufood Brazil terá importadores do Oriente Médio

Fonte: ANBA Agência de Noticias Brasil-Árabe – Por Isaura Daniel Compradores dos Emirados, Catar e Arábia Saudita estarão na feira de alimentos em São Paulo. Eles terão agenda com expositores