Kroger comercializará produtos com canabidiol em suas lojas

Fonte: Panorama Farmacêutico

A Kroger, maior varejista de alimentos dos Estados Unidos irá vender produtos a base de canabidiol em quase mil lojas. No entanto, nenhum dos itens é alimentício. A companhia comercializará produtos tópicos de CBD derivados do cânhamo, incluindo cremes, bálsamos e óleos, em 945 lojas em 17 estados, disse uma porta-voz da empresa em comunicado. A cadeia de supermercados se junta a uma lista crescente de varejistas do país, incluindo Walgreens, CVS, Vitamin Shoppe e GNC, que estão se abastecendo de produtos compostos por cannabis.

“Como muitos varejistas, estamos começando a oferecer aos nossos clientes uma seleção altamente curada de produtos tópicos como loções, bálsamos, óleos e cremes que são infundidos com CBD derivado de cânhamo”, disse a porta-voz da Kroger.

Os consumidores estão cada vez mais curiosos sobre o CBD, um composto da cannabis não intoxicante, que promete ajudar a aliviar problemas como a ansiedade e a dor, embora quase nenhuma evidência científica apoie essas afirmações. Embora a CBD derivada do cânhamo seja agora legal nos Estados Unidos, graças à lei agrícola aprovada pelo Congresso local no final do ano passado, a FDA diz que as empresas ainda não podem adicionar o CBD à comida ou vendê-lo como um suplemento dietético.

A venda de produtos de beleza e para a pele com infusão de CBD traz muito menos risco legal, o que explica por que os varejistas, como a Kroger, estão começando a estocar esses tipos de produtos primeiro. A FDA está considerando como as empresas poderiam adicionar o CBD a alimentos e suplementos dietéticos, mas uma recente audiência sobre o assunto mostrou o quanto os reguladores ainda querem aprender – e ver mais evidências científicas dos efeitos da substância – antes de tomar qualquer decisão.

Para a Kroger, a venda de produtos com CBD marcará apenas uma das muitas mudanças que fez nos últimos anos, uma vez que procurou reposicionar seus negócios para afastar a Amazon e o Walmart. Como parte de seu plano de investimento de três anos, a rede varejista tem investido dinheiro em vendas e serviços de entrega digital para acompanhar os hábitos de compra do consumidor. Esses investimentos, no entanto, já consumiram seus ganhos.

Também tem fortalecido seus laços com a cadeia de farmácias Walgreens, pois ambas as correntes buscam parceiros para se defender de ameaças mais fortes. Os dois disseram no ano passado que a Walgreens vai comercializar 2.300 produtos da Kroger nas prateleiras de 13 de suas lojas.

De acordo com a porta-voz da empresa, a Kroger venderá os produtos com canabidiol nos estados do Arizona, Arkansas, Colorado, Illinois, Indiana, Kansas, Kentucky, Michigan, Missouri, Nevada, Oregon, Carolina do Sul, Tennessee, Virgínia Ocidental, Washington, Wisconsin e Wyoming.

Previous Aldi chega à China
Next Clubes brasileiros optam por marcas próprias de material esportivo

You might also like

Notícias

ABMAPRO elege nova diretoria para o quadriênio 2017/2020

A ABMAPRO (Associação Brasileira de Marcas Próprias e Terceirização) elegeu no último dia 22 de novembro sua nova diretoria para os próximos quatro anos (2017 a 2020). A posse ocorrerá

Bancos, finanças e seguradoras

Pesquisa da Proteste revela que juros de cartões de loja podem chegar a 875%

Fonte: Extra – Economia Cada vez mais populares entre os consumidores, os cartões de lojas não são tão vantajosos como aparentam, segundo uma pesquisa feita pela associação Proteste. Entre 37

Comércio varejista

Padaria Pet inova com café e pipoca para cachorros

Fonte: Revista PEGN Você já pensou se o seu cachorro pudesse te acompanhar durante as refeições? É o que propõe a Padaria Pet, loja fundada pelos gêmeos Ricardo e Rodrigo

Comércio varejista

Amazon projeta sua própria rede de mercados nos EUA

Fonte: Redação Promoview Empresa de Jeff Bezos já é dona da Whole Foods e da Amazon Go, mas pelo visto quer uma opção “mainstream” para fortalecer sua posição na área.