Laboratório oftalmológico quer chegar a 20 mil farmácias

Laboratório oftalmológico quer chegar a 20 mil farmácias

O laboratório oftalmológico Natureye, com sede no Ceará e fundado em 2020, quer triplicar presença no varejo farmacêutico. A meta é ampliar a capilaridade de 6,4 mil PDVs para 20 mil em 2026. Até 2030, a empresa projeta alcançar R$ 100 milhões de faturamento.

A indústria farmacêutica aposta na expansão para o Sul, Sudeste e Centro-Oeste como motor para os próximos cinco anos. Para sustentar esses planos, o foco será o investimento em mão de obra e reforço na visitação médica.

“Hoje, contamos com 25 propagandistas, o diretor médico Dr. Karlos Sacho, uma gerente distrital e um treinador. Em breve, queremos contratar o primeiro profissional no Centro-Oeste. Investiremos R$ 1,5 milhão para dobrar nossa equipe em 18 meses”, revela o sócio-diretor, José Armando Gomes, em entrevista exclusiva ao Panorama Farmacêutico

Laboratório oftalmológico surgiu por lacuna no mercado

Antes de fundar o laboratório oftalmológico, Gomes atuou por mais de 20 anos no Aché. Ele decidiu encerrar o ciclo na farmacêutica para trilhar o caminho do empreendedorismo, ao abrir uma operação de propaganda médica. O relacionamento com profissionais da área o fez identificar uma lacuna no mercado farmacêutico.

“Recebi relatos dando conta das dificuldades que pacientes e profissionais de saúde enfrentavam com a blefarite, inflamação que atinge as bordas das pálpebras. O medicamento de referência era muito caro e a outra opção disponível, que costumava ser a mais prescrita, não tinha ação terapêutica efetiva. Na hora, entendi que o canal precisava de uma nova opção”, relembra. Esse insight foi o ponto de partida para a criação da Natureye.

Blefarite tem mais de 150 mil casos por ano

A inflamação das pálpebras afeta mais de 150 mil brasileiros todos os anos. Ela ocorre quando as glândulas sebáceas da pálpebra inflamam. Entre os principais sintomas estão a vermelhidão das pálpebras, coceira e o aparecimento de crostas que lembram uma espécie de “caspa” nos cílios.

O primeiro produto e carro-chefe da Natureye, o Blefos, foi concebido exatamente para essa doença. “Criamos esse medicamento 100% focado nessa patologia. Começamos, então, um trabalho de propaganda junto aos prescritores do Ceará e a recepção foi muito positiva”, destaca. Hoje o laboratório conta com outros dois produtos, focados, respectivamente, nos tratamentos do olho seco e da degeneração macular relacionada à idade (DRMI).

Natureye quer se tornar referência nacional

A fabricante já ostenta a liderança em vendas na categoria em cinco capitais – Belém (PA), Fortaleza (CE), Natal (RN), Recife (PE) e Salvador (BA). Agora mira a expansão nacional por meio da terceirização da produção. “A fórmula é nossa, mas atualmente terceirizamos plantas fabris na produção do medicamento. Vendemos hoje cerca de 7,5 mil unidades por mês e queremos chegar a 50 mil até 2026”, garante.

Matéria: https://panoramafarmaceutico.com.br/laboratorio-oftalmologico/

Previous BCONNECTED 2024
Next Com marca própria, Boca Rosa vai de ‘influencer’ a empresária e planeja IPO

You might also like

Notícias

Delegação brasileira visita líderes de marcas próprias nos EUA

A delegação brasileira coordenada pela Abmapro (Associação Brasileira de Marcas Próprias e Terceirização) e formada por diversos executivos de grandes redes realizou uma série de atividades durante sua passagem pelos

Notícias Internacionais

Lidl deixa de ter sacos de plástico para transporte de compras

Além do fim do plástico, o Lidl afirma que “até ao final de 2020, as embalagens de todos os artigos de marca própria, que representam cerca de 70% dos seus

Notícias

GPA anuncia novidades para democratizar Qualitá

Fonte: No Varejo – Por Gabriella Sandoval Dez anos depois do lançamento de Qualitá, o Grupo GPA tem uma meta ousada: fazer com que os produtos de marca própria caiam no gosto dos consumidores brasileiros – e

Notícias

Como será o varejo em 2026?

Como você compra suas coisas atualmente? Você entra no seu carro e sai fazendo pedidos para um assiste virtual ou ainda “digita com os dedos” em seu smartphone para comprar