O Setor

O setor de Marcas Próprias está em expansão no Brasil. O atual cenário econômico acelera este desenvolvimento, uma vez que os consumidores buscam cada vez mais alternativas mais baratas no momento de compras. Os produtos de Marca Própria podem ser cerca de 20% mais baratos que os tradicionais da indústria.

De acordo com a Kantar World Panel, o Brasil conquistou em 2015 500 mil novos consumidores de Marcas Próprias. Veja mais dados:

– Expectativa de crescimento de MP é o dobro do IPCA 7,5% sendo 15% para 2016

O Brasil possui potencial latente de MP justamente neste período em que o consumidor está racionalizando consumo e em algumas categorias deseja encontrar produtos de menor preço

– Faturamento MP: de 2010 a 2015 –  aumento de 35% (2015 = 1,5 bilhões)

– Penetração da MP: Aumentou 0,8pp de 2014 para 2015, alcançando 31,9 milhões de lares brasileiros

– Quem está puxando o aumento na penetração de MP no Brasil é a Classe C (a mais atingida pela crise econômica, aquela que precisa mudar de marcas e deixar para trás pequenos luxos recém conquistados)

– A Classe C foi a única que registrou  crescimento de novos lares – de 2,7pp.

– Classes A e DE registraram leve retração.

– Os 20% que mais compram MP no Brasil (os heavy user da MP), respondem por 77% dos gastos totais, o que indica fidelidade do consumidor em relação à Marca Própria

– A frequência do público heavy user MP é de 16 vezes ao ano  – ante 7% público geral

– O Brasil vem registrando crescimento neste mercado de Marcas Próprias, mas ainda está atrás de países como Equador e Argentina. Pesquisas (da Kantar e Nielsen respectivamente) apontam participação de 1 a 5% das marcas próprias de participação de autosserviço no Brasil.