Orgânicos devem faturar 20% mais este ano

Fonte: IsteÉ

O faturamento do setor de alimentos orgânicos alcançou R$ 3,5 bilhões em 2017 no mercado interno e mais US$ 210 milhões em exportações, números 20% superiores aos do ano anterior. Para 2018, a expectativa é de novo salto, de 20%, em ambos os segmentos, informou ao Broadcast Agro o diretor executivo do Conselho Brasileiro da Produção Orgânica e Sustentável (Organis), Ming Liu.

O Organis participa, em São Paulo, com estande próprio, da Bio Brazil Fair/Biofach América Latina – Feira Internacional de Produtos Orgânicos e Agroecologia, no Pavilhão de Exposições do Anhembi, em São Paulo.

O otimismo de Ming Liu com o avanço do setor este ano foi reforçado com o anúncio, no mesmo evento, da rede Carrefour, que investirá em marca própria de alimentos orgânicos, em trabalho conjunto com pequenos produtores e empreendedores, contou o diretor executivo. “Além disso, há interesse de um grande banco pelo segmento, que nos consultou sobre o desenvolvimento de possíveis linhas de financiamento para orgânicos”, comentou.

Para Ming Liu, o crédito ao setor não deveria ser apenas de capital de giro para uma empresa ou fomento a pequenos produtores. “O financiamento deveria abranger a cadeia como um todo, inclusive com garantias na comercialização, integrando o contrato do pequeno produtor com uma rede varejista, de forma integrada. Isso minimizaria o risco para o banco e proporcionaria um crédito mais acessível para o setor”, exemplificou Ming Liu.

Previous 3 tendências que marcam a sustentabilidade no setor de varejo no mundo
Next Renner lança coleção de produtos feitos de materiais reciclados

You might also like

Notícias

Múltis planejam reciclar 100% das embalagens

Fonte: Valor Econômico – Por Cibelle Bouças A Nestlé anunciou ontem um compromisso global de tornar 100% de suas embalagens recicláveis ou reutilizáveis até 2025. A intenção é que nenhuma

Notícias

Cooperativas agropecuárias avançam cada vez mais em direção ao varejo

Por meio de marcas próprias de alimentos prontos, elas passaram a competir de igual para igual com as multinacionais

Comércio varejista

Artigos do Lidl passam a ser confeccionados com ovos de solo

O Lidl Portugal já tinha abolido a comercialização de ovos provenientes de galinhas criadas em gaiolas. Agora, elimina também a utilização deste tipo de ovos na confecção dos seus produtos

Comércio varejista

Marcas Própria: Preço ou Qualidade?

Por Hipersuper a 29 de Março de 2018 as 10:45 Por Robertus Lombert, Partner da IPLC para Portugal Marcas próprias: Preço ou qualidade? É, talvez, uma das perguntas mais comuns