Ofertas nos supermercados têm preços muito abaixo da inflação

Produtos de limpeza vendidos em promoção esta semana custam
até 20% mais barato que um ano

20/05/2016
Fonte: IG

Rio – Com a inflação corroendo o poder de compra, o consumidor tem que se desdobrar para amenizar os efeitos da crise econômica no bolso e na despesa de casa. Aproveitar as promoções nos supermercados, que em alguns casos passam de 20%, são as alternativas para amenizar o impacto do dragão na despensa.

A inflação medida pelo Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) acumulada no ano até abril está em 9,28%. Já o IPCA-15, verificado nos primeiros 15 dias do mês, subiu 0,86% ante 0,51% em abril. Entre os itens que pressionaram a inflação do período estão alimentos (1,03%) e remédios (6,5%). O grupo alimentação e bebidas teve impacto de 0,27 ponto percentual. Artigos de limpeza e higiene pessoal também afetaram o índice com alta de 1,10% e 0,92%, respectivamente.

1

Consumidores aproveitam promoções e descontos nos supermercados para não sentir tanto o impacto da inflação na despesa doméstica

Foto: Henrique Manrenza / Agência O Dia

Em maio do ano passado, por exemplo o detergente Limpol de 500 ml era vendido por R$ 1,19, este ano o mesmo produto sai por R$ 0,99, queda de 16,8%. Outro item que apresentou uma queda significativa foi o amaciante Ypê de 2l. No ano passado era vendido a R$ 4,99 e este ano está R$ 3,99, queda de 20,04%.

O Supermercado Guanabara está com promoção em itens de limpeza até o dia 31. Entre os produtos com desconto está o sabão em pó Omo Multiação, de 2kg, por R$ 12,98. Já o detergente Ypê custa apenas R$ 0,99.

Mas as ofertas não se restringem aos produtos de limpeza, o peito de frango Perdigão, por exemplo, está saindo a R$ 6,59 o quilo. E a lata de cerveja Antarctica de 269 ml está R$ 1,47. Já no Extra a ação “1,2,3 Passos da Economia Extra” dá descontos progressivos. Quanto mais produtos o cliente comprar, maior será a economia: na compra de uma 1 unidade, o cliente ganha 20% de desconto; em 2 unidades iguais, 50% de desconto na segunda unidade; e, na compra de 3 unidades, o cliente paga 2 e leva 1 grátis.

2

Tabela mostra as melhores ofertas nos supermercados

Foto: Arte: O Dia

Hoje a água sanitária Big Soft, por exemplo, sai a R$ 3,62, uma unidade; R$ 3,40, duas e R$ 2,99 se o cliente comprar três unidades. O preço do detergente em pó Surf varia de R$ 6,33, a compra de 3 unidades, a R$ R$ 7,67, uma. A sobrecoxa Seara sai por 10,19. Na promoção, um pacote com 1 kg é vendido por R$ 8,16, se o cliente levar 2 pacotes paga R$ 7,64. E três, R$ 6,73.

No Prezunic, alguns produtos de beleza estão com 50% de desconto na compra da segunda unidade. O desodorante aerosol Johnsons de 150 ml custa R$ 11,98, com o desconto, ele sai a R$ 5,99. Outro item que está em promoção é a loção hidrantante Nívea com 200 ml. O preço normal está R$ 8,99, com 50% de desconto, sai a R$ 4,50.

Consumidor muda hábito

Com a inflação em alta e aumento do preço dos alimentos muitos brasileiros estão criando estratégias para driblar a crise e economizar, avalia o consultor de Varejo, Marco Quintarelli. Segundo ele, quem estava habituado a fazer compras toda semana, por exemplo, já passa a ir ao mercado uma vez ao mês (com menos frequência). Outra alternativa adotada pelos consumidores é a substituição de produtos e até mesmo de marcas, diz.

As marcas próprias, produtos que levam o selo das varejistas e representam até 20% de economia, estão em alta no momento. De acordo com Quintarelli, há varejistas que já oferecem grande quantidade de marcas próprias, especialmente no quesito alimentos.

“Neste ano de turbulência, os consumidores estão mais atentos e cautelosos com seus gastos e aproveitam para experimentar as marcas próprias. As redes que já começaram a investir neste segmento estão conseguindo, de alguma forma, driblar a desaceleração da atividade econômica. Quintarelli explica que, com a crise, as pessoas estão mudando o hábito de consumir em volume para poder consumir menos, mas com mais qualidade.

“Muita gente está migrando: por exemplo, em vez de tomar não sei quantas cervejas, toma duas ou três de melhor qualidade. Os jovens, principalmente, migram para produtos que têm certo status”.

 

Salvar

Previous Ovos de páscoa de Marcas Próprias ganham espaço
Next Marca própria significa economia no bolso

You might also like

Destaques

ABMAPRO marca presença em evento da Fiesp, com participação do governo federal brasileiro

A presidente da ABMAPRO, Neide Montesano, participou no último dia 8 de junho, em Brasília-DF, do evento promovido pela Federação das Indústrias do Estado de São Paulo, com o objetivo

Destaques

ABMAPRO leva executivos para evento de marcas próprias nos EUA

O mercado de marcas próprias segue em amplo crescimento no mundo. Os Estados Unidos são um retrato fiel desse fenômeno. Representa quase 25% das vendas no varejo. Diante disso, a

Blog

ABMAPRO elege nova diretoria para o quadriênio 2017/2020

A ABMAPRO (Associação Brasileira de Marcas Próprias e Terceirização) elegeu no último dia 22 de novembro sua nova diretoria para os próximos quatro anos (2017 a 2020). A posse ocorrerá

Releases ABMAPRO

Marcas próprias alcançam mais de 32 milhões de lares no Brasil

As marcas próprias seguem se consolidando na economia nacional. Em pesquisa apresentada pela Kantar Worldpanel, o número de lares brasileiros que consumiu algum produto desse segmento atingiu a expressiva marca de