ABMAPRO apoia proposta de adoção de limite de gastos do governo

ABMAPRO apoia proposta de adoção de limite de gastos do governo

Em comum acordo com a FIESP (Federação das Indústrias do Estado de São Paulo), a ABMAPRO (Associação Brasileiras de Marcas Próprias e Terceirização) está apoiando à proposta de emenda constitucional para adoção de limite de gastos do governo.

A PEC 241, proposta pelo governo federal, tem o objetivo de limitar o crescimento das despesas do governo. Considerado pelo governo Michel Temer como o primeiro passo para superar a crise econômica e financeira do país, a medida fixa para os três Poderes, Ministério Público da União e da Defensoria Pública da União um limite anual de despesas.

“O Governo Federal vislumbra fazer com que o país encontre um rumo e possa superar a crise que afetou milhões de brasileiros. Essa medida vai de encontro ao pensamento da ABMAPRO. Por isso, apoiamos a proposta”, declara Neide Montesano, presidente da ABMAPRO.

Ficarão fora dos limites, entre outros casos, as transferências constitucionais a estados e municípios, os créditos extraordinários para calamidade pública, as despesas para realização de eleições e os gastos com aumento de capital das chamadas empresas estatais não dependentes.

Diferentemente de outras áreas, saúde e educação tiveram o limite traçado pelo mínimo a ser gasto e não o máximo das despesas. Em 2017, haverá exceção para as áreas de saúde e educação, que somente passarão a obedecer ao limite a partir de 2018, segundo o governo. Pelo texto, o piso para os dois setores passa a obedecer ao limite de despesas ligado à inflação a partir de 2018. Atualmente, a Constituição especifica um percentual mínimo da arrecadação da União que deve ser destinado para esses setores.

Previous Primeiro dia do 6º Congresso Brasileiro de Marcas Próprias e Terceirização destaca cenário oportuno do setor no país
Next Marcas próprias alcançam mais de 32 milhões de lares no Brasil

You might also like

Notícias

Carrefour quer duplicar participação de orgânicos nas vendas até 2020

Fonte: Estadão Conteúdo O Carrefour Brasil lançou nesta segunda-feira, 1, um programa para fomentar as vendas de produtos saudáveis, incluindo itens de produção regional e orgânicos. A companhia estabeleceu uma

16.10 – Congresso de Marcas Próprias Abmapro 2018

Para mais informações entre em contato via WhatsApp
Notícias

Ofertas nos supermercados têm preços muito abaixo da inflação

Produtos de limpeza vendidos em promoção esta semana custam até 20% mais barato que um ano

Destaques

Carrefour Brasil registra lucro de R$ 389 milhões e quer intensificar marcas próprias

O Carrefour Brasil registrou um lucro líquido consolidado atribuído aos acionistas controladores de R$ 389 milhões no segundo trimestre, um resultado 39,4% superior ao apurado no mesmo período do ano