Abicalçados considera ações no exterior vitais para abrir mercados e aumentar exportações

Fonte: comexdobrasil.com – Por Ana Cristina Dib

Novo Hamburgo – As exportações de calçados brasileiros têm as ações comerciais no exterior como aliadas fundamentais. No ano passado, eventos internacionais garantiram quase US$ 200 milhões, somando negócios efetivados in loco e alinhavados, 20% do total exportado pelos calçadistas nacionais. O mesmo deve se repetir em 2018. No primeiro semestre já foram realizadas cinco ações no exterior que geraram US$ 63,5 milhões em negócios efetivados e iniciados nos eventos. As ações são realizadas por meio do Brazilian Footwear, programa de apoio às exportações de calçados mantido pela Abicalçados em parceria com a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil).

No segundo semestre deste ano serão mais oito ações internacionais: Showroom em Paris (ainda sem data), Missão Comercial Rússia (entre 6 e 8 de junho), Expo Riva Schuh/Itália (16 a 19 de junho), IFLS/Colômbia (17 a 19 de junho), Colombiamoda/Colômbia (24 a 26 de junho), FN Platform/EUA (13 a 15 de agosto), Showroom Colômbia (ainda sem data) e theMicam/Itália (16 a 19 de setembro). “O segundo semestre, por lançar coleções de primavera-verão, ponto forte da indústria calçadista nacional, acaba gerando uma expectativa positiva de incremento nas exportações”, avalia a gestora de Projetos da Abicalçados, Roberta Ramos.

Mantido desde o ano 2000, o Brazilian Footwear é o braço internacional da Abicalçados e tem auxiliado de sobremaneira na qualificação das exportações de calçados. Desde a primeira assinatura do convênio, o número de destinos passou de 99 para 150 países. “Além disso, passamos a mudar a cultura exportadora de calçados, que passou a valorizar mais o embarque de produtos com marca própria e menos o private label – quando o importador coloca a sua marca”, explica Roberta. Atualmente o Programa conta com mais de 200 empresas associadas que respondem por cerca de 80% do valor gerado pelas exportações de calçados, que alcançaram US$ 1,09 bilhão em 2017.

(*) Com informações da Abicalçados

Previous Múltis planejam reciclar 100% das embalagens
Next Economia aquecida estimulará vendas de produtos de limpeza

You might also like

Gráfica/embalagens

Primeiro selo ‘livre de plástico’ vai ajudar consumidores a conter poluição

Fonte: REUTERS • LONDRES   Um novo selo “livre de plástico” lançado na Grã-Bretanha na quarta-feira permitirá que consumidores identifiquem produtos com embalagens plásticas, com as empresas sob crescente pressão para

Destaques

Marcas próprias alcançam mais de 32 milhões de lares no Brasil

As marcas próprias seguem se consolidando na economia nacional. Em pesquisa apresentada pela Kantar Worldpanel, o número de lares brasileiros que consumiu algum produto desse segmento atingiu a expressiva marca de

Destaques

Lidl Portugal quer reduzir o consumo de plástico em 20% até 2025

Fonte: supplychainmagazine.pt Mar 26, 2018 Após várias medidas em prol da sustentabilidade, chega agora a altura do plástico: o consumo de plástico do Lidl em Portugal será reduzido em pelo

Notícias

Carrefour quer duplicar participação de orgânicos nas vendas até 2020

Fonte: Estadão Conteúdo O Carrefour Brasil lançou nesta segunda-feira, 1, um programa para fomentar as vendas de produtos saudáveis, incluindo itens de produção regional e orgânicos. A companhia estabeleceu uma